Por que os CEOs deveriam implementar a estratégia de BI antes dos dashboards?

blank

Embora décadas atrás tenha surgido a ideia abrangente de uma “estratégia de Business Intelligence (BI)”, isso não significa que o BI tenha se tornado parte da rotina diária de negócios em todas as organizações.

Nossa experiência mostra que muitas empresas falham em formular uma estratégia de BI, resultando em uma visão estratégica desalinhada com sua implementação.

Um dos exemplos mais proeminentes de como isso às vezes acontece no mundo do Big Data de hoje é visto quando as empresas correm para introduzir dashboards de Business Intelligence antes de desenvolver estratégias de BI por completo.

Para evitar essa complicação desnecessária (e às vezes prejudicial), o CEO (e outros executivos de nível C) costumam ser a “primeira linha de defesa” de uma empresa.

Uma vez que uma das maneiras mais bem-sucedidas de promover e rastrear o desempenho de negócios de qualquer organização é a combinação de estratégias robustas de business intelligence e dashboards de BI, os CEOs têm um incentivo embutido considerável para construir estratégias de BI sólidas antes de incorporar dashboards de Business Intelligence em sua equação de negócios.

Os CEOs podem ser tentados a atribuir o processo original de produção de business intelligence a executivos juniores e colaboradores com uma agenda sempre ocupada.

A influência de longo alcance e longo prazo das operações de Business Intelligence, no entanto, torna as fases de implementação e crescimento estratégico de BI dignas de supervisão abrangente em primeira mão pelo CEO e pelo COO da organização.

Nossa experiência resume a importância da participação próxima do CEO: “A necessidade de sinergia estratégica é uma razão crucial pela qual os executivos de nível C devem endossar empreendimentos de BI.” Afinal, os projetos de BI corporativos tendem a atravessar várias divisões e hierarquias.

Compilamos muitos exemplos sucintos nesta postagem que capturam o valor da implementação de estratégias de Business Intelligence antes da introdução do dashboard de BI. Nos parágrafos abaixo, aqui estão os principais elementos descritos:

  • Uma visão, conceito e roadmap para a estratégia de business intelligence da empresa;
  • Incorporação efetiva dos dados;
  • Gestão de transição para business intelligence e progresso do dashboard de BI;
  • Não negligencie a necessidade de apoio profissional.

Antes e depois dos dashboards de BI – Visão de futuro

Os recursos de business intelligence e BI são cada vez mais vistos como a forma mais produtiva para empresas ainda menores gerenciarem o que de outra forma seria uma quantidade avassaladora de informações.

As ferramentas de business intelligence permitem que as empresas passem da era das planilhas para a era dos data warehouses e big data, exigindo muito mais do que uma planilha para avaliar os indicadores de desempenho e o progresso contínuos.

Mas antes que os CEOs possam confiar na Business Intelligence para entregar os muitos benefícios potenciais dos instrumentos de BI, é mandatório iniciar o processo com uma grande ajuda do envolvimento de executivos de nível C, desenvolvendo uma visão específica de BI, identificando o que é BI para a organização e em seguida, construir um roteiro compreensível para chegar à estrutura de Business Intelligence definitiva.

Essas não são tarefas “padronizadas” de forma alguma, e esforços individuais comprometidos serão necessários para uma estratégia de Business Intelligence viável para cada organização.

Normalmente, muito “trabalho pesado” é necessário antes que o Business Intelligence produza “recompensas” a longo prazo por meio de etapas adicionais, como o uso de dashboards de BI.

Deve-se esperar que erros sejam encontrados ocasionalmente devido à natureza dinâmica da Business Intelligence.

Garanta que todos os dados sejam efetivamente incorporados

Como sempre é o caso em um ambiente de Big Data, o conhecimento pode residir em vários locais, tanto dentro quanto fora da organização. O fato de algumas dessas informações contradizerem outras informações às vezes é referido como falha em fornecer uma “versão única dos fatos”.

O objetivo de negócios convencional de garantir que “todos estejam na mesma página” é frequentemente desafiado por informações contraditórias que contam mais de uma história.

Até que as técnicas de business intelligence sejam implantadas, pode haver uma ampla gama de soluções para alcançar uma quantidade eficiente de integração de dados dentro de uma empresa.

Especialistas em BI, como Direção e Sentido, também dedicam um tempo considerável para remover bancos de dados redundantes e mesclar vários bancos de dados, seja a abordagem chamada de “Master Data Management” ou qualquer outra variante.

O próximo nível, como o uso de dashboards de BI, deve ser avaliado até que essas etapas preliminares sejam finalizadas.

Gerenciamento de mudanças: um segredo para o sucesso d0 Business Intelligence

Seria normal que as empresas dessem um “salto à frente” semelhante na forma de compilar, processar, armazenar e usar dados com esses avanços inovadores em tecnologia nas últimas cinco décadas, mas, em muitos casos, por meio de planilhas e outras tecnologias, o business intelligence foi bloqueado em uma cápsula do tempo.

Para combater qualquer resistência à mudança, o CEO pode precisar acelerar o processo de modernização com um processo de “gestão de mudança” inconfundível que envolve estratégias de BI.

Uma estratégia de gerenciamento de mudança de Business Intelligence ativa inclui inicialmente dar “pequenos passos” – atividades de crescimento de BI pequenas, mas perceptíveis e utilizáveis. Esse método ajudará a evitar que os colaboradores da empresa assumam muitos compromissos e validações logo no início da implementação.

Obtendo apoio profissional e especializado em BI: Direção e Sentido

Os dashboards de business intelligence requerem uma gama diversificada de habilidades específicas que muitas empresas não têm ou não podem atribuir à equipe interna devido a funções conflitantes e agendas lotadas.

Isso também torna a terceirização uma escolha viável, especialmente se CEOs e outros executivos de nível C podem procurar um especialista em Business Intelligence renomado que está sempre disponível, eficaz e custos atraentes e a Direção e Sentido qualifica-se nessas frentes.